Tipos de banhos em semijoias

23 de abril de 2021 0 Por admin

Olá seguidoras, amigas e clientes!!!
Hoje faremos um post super especial com a dúvida mais comum sobre BANHO DE SEMIJOIAS.
Tentaremos esclarecer um pouquinho as principais perguntas que recebemos, vamos lá???!!!

Bom, existem duas categorias distintas: A bijuteria e a semijoia.
Bijoux é bijoux, não recebe uma camada de ouro mas sim um banho conhecido como flash, que seria um susto de cor que possui várias tonalidades.
Também tem o banho latonado que nada mais é do que produtos químicos que fazem a peça chegar na cor do ouro.
(este além de causar alergias, também pode ser cancerígeno.)

Já a semijoia pode ser enquadrada em vários degraus.
Degraus de quantidade de camada que são diretamente ligadas à qualidade (durabilidade) e ao valor final da peça, uma vez que estamos falando em OURO e sua cotação é diária e em DÓLAR
(hoje por curiosidade o valor está em R$313,18 o grama / R$ 313.180,00 o kilo)

Semijoias, folheados, peças banhadas…em geral tudo significa a mesma coisa!
São peças que passaram por processo de “galvanoplastia” (A galvanização ou eletroformação é todo processo de galvanoplastia em que metais são revestidos por outros mais nobres, geralmente para proteger da corrosão ou para fins estéticos/decorativos, assim, caso ocorra danificação, será sempre mais fácil trocar o material revestidor do que o revestido)
O que difere um banho do outro é a camada de ouro depositada na peça.
Abaixo vamos mostrar um pouquinho, quais são as camadas e quais você deve preferir na hora de fazer suas escolhas:

  • 1 a 2 milésimos:  Boa durabilidade para peças que não são consideradas dia a dia, como correntaria pesada por exemplo.
  • 3 a 4 milésimos: Ótima durabilidade para peças que não são consideradas dia a dia e boa durabilidade para peças com contato mais frequente com a pele;
  • 5 a 7 milésimos:  Ótima durabilidade inclusive para correntinhas que não saem do pescoço, bem como pulseirinhas.
    Esse banho não é tão acessível e costuma ser aplicado em peças mais leves devido ao seu alto custo.
  • 8 a 10 milésimos: Excelente durabilidade para todas as peças porém dificilmente aplicada em peças de peso médio – alto por conta do custo altíssimo do ouro. Comumente usada em peças bem leves e delicadas, quando realmente aplicado pode ofertar garantia superior à 5 anos.

Conclusão:
-As peças são banhadas e semijoias a partir do momento que recebem uma camada de ouro, seja ela qual for.
-O que difere será o tipo de produto e finalidade para determinar a durabilidade.
-Não é necessariamente obrigatório que todas as peças possuam a mesma quantidade de milésimos de ouro para que a qualidade seja a mesma.
-A quantidade de camada tem relação direta com o valor do produto.
Não existe mágica!
-Fique sempre atenta e desconfie de produtos baratos com alta camada de ouro.
Algumas coisas são simplesmente impossíveis e essa é uma delas!

Gostaram das nossas dicas?
Logo logo, mais informações importantes sobre nosso maravilhoso universo.

Beijos
Camila Seidl